Os arquitetos Fabio Becker, Helvys Zermiani e Sérgio Baggio, através da Secretária de Planejamento de Balneário Camboriú, em conjunto com Fundo Municipal de Trânsito (Fumtran), representado pelo gestor Fernando Marchiori, estarão apresentando o Plano Cicloviário Municipal ao poder executivo com o objetivo de viabilização a mobilidade urbana em Balneário Camboriú nos próximos anos.
Segundo Fernando Marchiori, o projeto está em fase de elaboração final e será apresentado ao prefeito Fabrício Oliveira (PSB) nos próximos dez dias. “As ciclovias que necessita mais grau de dificuldade, onde será construir a via terá aval do prefeito para ser implantada”, explica Marchiori. As ciclovias e ciclofaixas consideradas de baixo grau como pinturas que não precisa alguma obra ficam a cargo da Secretária de Obras.
O plano tem como metas entregar 14.524 metros de ciclovias até o final de 2019 e 26.561 metros no ano de 2020. Assim ampliando a malha cicloviária municipal para 79.224 metros durante a atual gestão da prefeitura. Já contabilizando os 29.662 metros de 2016 e 8.477 metros nos anos de 2017 e 2018.
Luiz Carlos Chaves, Membro da Associação de Ciclismo de Balneário Camboriú e Camboriú (ACBC), o plano cicloviário municipal vem para dar segurança ao cidadão que deseja pedalar como meio de transporte, apresenta como opção para a diminuição do fluxo de carros no trânsito e auxilia na mobilidade urbana. “É necessário criar estrutura para que as pessoas utilizem cada vez mais a bike”, comenta Chaves.

Comente