Giro da Notícia Manchete Principal Manchetes secundárias

Ciclismo em Indoor?

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Os termômetros marcada cada vez mais temperaturas baixas. Os ciclistas sentido o frio na hora da pedalada, principalmente ao amanhecer, tendo que colocar uniforme térmicos. Uma solução pode estar em algo contraditória para o usuário da magrela: fazer ciclismo dentro de um espaço pré determinado.

Atualmente com o crescimento do ciclismo, surgiram muitos espaços dedicados apenas à aulas de bike que oferecem sapatilhas e toalhas. O professor simula um trajeto, trabalhando com a frequência cardíaca, apertando ou soltando a resistência da roda, e na maioria dessas aulas é tendência usar o lado emocional junto com o físico, com frases inspiradoras motivando os alunos, enquanto a música dita o ritmo das pernas.

Vantagens do Indoor

  • Rigidez: um pouco diferente da rua, onde você para de pedalar por conta de semáforos, pedestres, ou mesmo para comer ou tomar água, a bicicleta estacionária te obriga a se manter pedalando o tempo todo, o que faz render mais e ser um desafio.
  • Intensidade: como não existe nenhuma exigência técnica na condução, seu foco aumenta e é possível se concentrar apenas na pedalada, fechar os olhos e deixar a batida da música te empurrar.
  • Sociabilização: uma atividade onde você tenha outras pessoas participando é sempre mais divertida e motivadora e hoje em algumas academias existe até um ranking de performance para estimular as aulas.
  • Segurança e comodidade: frio, chuva, insegurança, trânsito e tempo são fatores que muitas vezes prejudicam ou inviabilizam o treino outdoor. Nesses dias e nos que antecedem a prova, use como um coringa para completar seus treinamentos sem correr grandes riscos.

Desvantagens do Indoor

  • Musculatura Estabilizadora: As atividades indoor não exigem muita técnica de ciclismo e menos ainda de equilíbrio. Muitos músculos deixam de ser trabalhados por esse motivo e também por nos mantermos quase sempre na mesma posição, enquanto na bicicleta você altera as pegadas: pedala em pé, se inclina nas descida. Use como complemento do seu treinamento para a prova, mas não como base principal.
  • Variações Reais: por mais próximo que chegue do real, o outdoor tem sempre o imprevisível: vento, chuva, altas ou baixas temperaturas, que interferem diretamente no seu desempenho.
  • Técnica: as atividades indoor não exigem muita técnica de pedalada. É claro que você pode melhorar, ainda mais com os índices em tempo integral que temos hoje. É normal a cadência indoor ser um pouco maior, mas a melhoria em posicionamento principalmente nas subidas e descidas deve ser trabalhada no outdoor.

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *